Publicidade

Implantação do sistema de biometria facial nos coletivos de São Luís deve ser finalizada ainda em maio

Prefeitura busca aperfeiçoa sistema de transporte público com implantação de biometria facial.

Prefeitura busca aperfeiçoa sistema de transporte público com implantação de biometria facial.

A Prefeitura de São Luís deve finalizar ainda no mês de maio a implantação do sistema de biometria facial em todos os ônibus que compõe o transporte público da capital. O sistema, que faz parte do projeto de remodelamento dos coletivos, deve ser instalado em todos os 985 ônibus da frota operante. Além do combate à fraude, a biometria facial vai proporcionar a implantação do bilhete único e a recarga a bordo.

A biometria facial instalada pela Prefeitura nos ônibus da capital é formada por um equipamento que reconhecerá a fisionomia do usuário já cadastrado no sistema de bilhetagem eletrônica do transporte público, impedindo que pessoas utilizem indevidamente o cartão de outros passageiros. O equipamento é composto por uma espécie de máquina fotográfica que detectará o real usuário da gratuidade e da carteira estudantil. Com o equipamento biométrico, o cartão que for utilizado para burlar o sistema será bloqueado, forçando o titular a se dirigir à Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

A implantação do novo sistema já contabiliza resultados positivos. De acordo com a SMTT, cerca de um milhão de passagens mensais pagas com carteiras fraudulentas identificadas através da fiscalização parcial realizada pelo órgão, nos ônibus da capital, foram suspensas e os usuários voltaram a pagar a passagem integralmente, da forma correta.

OUTRAS VANTAGENS
Com a implantação da biometria facial e do GPS, o sistema ficará pronto para receber também o bilhete único, a partir do momento em que for realizada a licitação do sistema de transporte público de São Luís. Após a aprovação da Lei Autorizativa, na Câmara Municipal, haverá audiência pública e o lançamento do edital de licitação do transporte.

Além de impedir a evasão de receita e modernizar o atendimento, outra vantagem que o novo sistema trará ao transporte da capital é o serviço de recarga embarcada. Trata-se de um dispositivo eletrônico que será instalado nos ônibus para que o usuário do sistema de bilhetagem possa efetivar a recarga de seu cartão dentro do próprio ônibus, sem precisar se dirigir aos pontos tradicionais de recarga.

Também está prevista a realização de um estudo para viabilizar o recadastramento para mudança das atuais carteiras e, inclusive, a implantação do Cartão-Criança, que deve permitir o acesso livre de crianças até sete anos pelas catracas.

Com a implantação parcial da biometria facial nos ônibus, a SMTT conseguiu reduzir a gratuidade fraudulenta no sistema de transporte da capital, que beirava os 20%. Além disso, mais 5.247 carteiras de estudantes usadas indevidamente por pessoas não autorizadas foram bloqueadas.

Busca