Publicidade

Governo de Roseana Sarney recusou conveniar com prefeitura de Bacuri

Roseana Sarney e o prefeito de Bacuri

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) trouxe à tona a tragédia ocorrida com estudantes de Bacuri para chamar a atenção sobre uma entrevista concedida pelo prefeito do município, José Baldoíno Nery, na Mirante AM, onde o mesmo, que é inclusive aliado do governo, revela que o Estado se recusou a conveniar com a Prefeitura.

“A rádio, de propriedade da governadora, e o prefeito fizeram umas revelações interessantes. Ele diz, por exemplo, que o Estado se recusou a conveniar com a Prefeitura, apesar de ele ter ido várias vezes cobrar do governo que cumprisse com a obrigação com o ensino médio, de acordo com a Lei de Diretrizes e Base da Educação”, disse Othelino.

Durante a entrevista, segundo Othelino, o prefeito disse que o governo do Estado não fez o seu papel e ele acabou tendo que contratar dez caminhonetes para carregar os estudantes. Segundo o gestor, o Estado deveria repassar R$ 32 mil por mês para o transporte escolar.

Othelino destacou ainda que o prefeito disse, na entrevista, que o Estado teria 150 ônibus escolares guardados e assim mesmo não distribuiu para os municípios. “Se isso aqui for verdade, aí eu vou dizer que a governadora conseguiu superar todos os limites da incompetência. Se tiver 150 ônibus guardados em algum lugar e as crianças estiverem sendo transportada em D-20, eu vou dizer que eu consegui me surpreender com tanta incompetência e irresponsabilidade”, afirmou o deputado.

Segundo Othelino, fica clara a omissão do governo do Estado que vive fazendo propaganda e gastando milhões, mas reduziu o orçamento desse ano para o transporte escolar, deixando de cumprir com o trivial, que é pagar, prestar, oferecer um transporte escolar de qualidade, com segurança para os adolescentes.

Responsabilidade

Para o deputado, no entanto, o prefeito também tem responsabilidade sobre isso e não deveria ter contratado caminhonetes e a Secretaria de Educação do Município não deveria ter permitido que uma pessoa de menor dirigisse o veículo. O Ministério Público, inclusive, fez uma recomendação à Prefeitura de Bacuri para não mais realizar o transporte escolar naquelas condições, inclusive orientando para que as aulas fossem suspensas, até que fossem adquiridos os ônibus que pudessem conduzir os adolescentes com segurança.

“Apesar de a governadora ter tentado tapar o sol com a peneira, é responsabilidade sim do governo do Estado o que aconteceu. Aquela tragédia é fruto também da falta de responsabilidade e da extrema incompetência do Estado do Maranhão”, disse Othelino Neto.

 

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Busca
Rádio Timbira Ao Vivo
Facebook