Publicidade

Governo adia prazo de inscrição no eSocial para o dia 30 de novembro

domestico1

A presidente Dilma Rousseff assinou uma portaria dos Ministérios da Fazenda e do Trabalho e Previdência adia para o dia 30 o prazo para que patrões possam imprimir a guia do e-Social. Os contribuintes reclamaram das dificuldades para o acesso ao boleto que permitirá o pagamento de todos os encargos trabalhistas dos empregados domésticos, entre eles, o FGTS e o INSS. Alguns sequer conseguiram fazer o cadastro.

Após o Serviço Federal de Processamentos de Dados (Serpro), admitir as dificuldades técnicas, a Receita Federal prorrogou o pagamento da guia sem a cobrança de juros e multas. O primeiro boleto deveria ser quitado no dia 6 deste mês.

A Ordem dos Advogados do Brasil ameaçou recorrer à justiça caso o prazo não fosse prorrogado. A portaria será publicada nesta quinta-feira (5) no Diário Oficial da União

Busca