Publicidade

Flávio Fino vai criar Comitê Gestor do IDH

Famílias vivem em situação de pobreza extrema no Maranhão

Uma das primeiras ações de Flávio Dino (PCdoB), ao assumir o governo do Maranhão, a partir de janeiro, será a criação do “Mais IDH”, com o objetivo de elevar o Índice de Desenvolvimento Humano do estado. Com a Criação do Comitê Gestor do IDH, o governo vai atuar principalmente nas cidades do interior do Maranhão, para melhorar a qualidade de vida, especialmente, naquelas que aparecem entre as últimas nos ranking sobre desenvolvimento humano.

O deboche de Roseana Sarney

A tarefa não é fácil. O Maranhão figura, Brasil e mundo a fora, como possuidor de um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano do Brasil. Dominado por décadas pela mesma família, o estado tem problemas gravíssimos e sustenta a vergonhosa posição de 2º lugar com o pior IDH do país, atrás apenas do estado de Alagoas; e tem cinco cidades ocupando a lista dos piores municípios.

 

Quando se trata de indicadores sociais e de qualidade de vida, o Maranhão possui também os piores números em relação ao resto do país, o que causa ainda problemas em outras áreas. O desenvolvimento econômico desigual, por exemplo, causa graves distorções e alimenta a violência.

Dados do Altas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013, revelam que apenas 10% das pessoas mais ricas no Maranhão concentram mais de 50% da riqueza do estado. Os dados de 2010 apontam que 39% dos moradores daqui vivem na pobreza, e uma em cada cinco pessoas com 15 anos de idade ou mais não sabem ler e escrever.

Com a criação do Comitê Gestor do IDH, o novo governador pretende atacar esses problemas e quer fazê-lo imediatamente, logo no início de 2015.

 

 

Busca