Publicidade

Enquanto “agoniza”, Temer reajusta mais uma vez a conta de energia em 42%

Resultado de imagem para temer

Enquanto “vende” o país em busca de aliados na Câmara e Senado para tentar barrar mais uma denúncia, o presidente Michel Temer realiza mais um aumento na conta de energia. Dessa vez, Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reajustou em 42,8% o valor cobrado pela bandeira vermelha no patamar 2. Com o aumento, a taxa extra na conta de luz sairá de R$ 3,50 para R$ 5 a cada 100 kilowatts-hora consumidos. A decisão já valerá para o mês de novembro, quando essa bandeira deve continuar em vigor.

Esse é só mais um aumento na conta de Temer, que já realizou 60 reajustes nos preços do gás de cozinha e combustível. A medida agrada principalmente aliados do presidente, entre eles a ex-governadora Roseana Sarney que tenta, a qualquer custo, viabilizar sua candidatura e enfraquecer o governo de Flávio Dino.

Outras manobras usadas pelo presidente para conseguir votos favoráveis foram a sanção do Refis, que dá desconto a empresas no refinanciamento de suas dívidas com a União, e a retirada de Congonha de um programa de privatização de aeroportos, já anunciado governo.

A tentativa é uma clara demonstração de como será seu governo daqui para frente. Uma gestão voltada a manter a frágil bancada governista, na tentativa de sobreviver aos escândalos que vieram à tona e que ainda virão, enquanto transforma o rumo do país em uma moeda de troca.

 

 

Busca