Publicidade

Em reunião com imprensa, Dino faz balanço do primeiro ano de gestão

IMG_0408

Foto: Renato Costa.

Por Renato Costa – Equipe blog.

Acompanhado de jornalistas, radialistas e blogueiros, o governador Flávio Dino (PCdoB) realizou na manhã desta segunda-feira (18) um encontro onde foi apresentado um balanço do seu primeiro ano à frente do governo do Estado.

Para Dino, o compromisso e transparência das ações, além da preocupação com os mais pobres, foram o principal diferencial da sua gestão.

“Eu não hesito em afirmar que a principal mudança desse governo está na forma de governar, com uma gestão séria honesta, eficiente e transparente. Eu destacaria isso e a preocupação com os mais pobres mostrada através das inúmeras ações que realizamos juntos aqueles que mais precisam”, afirmou.

Durante o evento, Dino apresentou o resultado das principais ações implantadas pelo governo no Maranhão, como o programa Mais IDH, que busca levar qualidade de vida e desenvolvimento econômicos aos municípios mais pobres do estado; o Escola Digna, que pretende substituir as escolas de taipas por construções de alvenaria e o Bolsa Escola, programa de transferência de renda para os mais pobres.

De acordo com o governador  mais de trinta municípios foram atendidos pelo programa Mais IDH, que resultou em mais de 107 mil atendimentos médicos, além da licitação das primeiras mil unidades habitacionais a serem construídas nos municípios atendidos, a construção de Cozinhas Comunitárias e o investimento de R$ 500 milhões na construção de escolas de alvenarias

formação-de-pms_sao_luis-3-1024x683Em relação ao Programa Mais Asfalto, já foram atendidas mais de 107 municípios que contaram com serviços de asfaltamento, recuperação e manutenção de ruas e avenidas. O Mais Asfalto recuperou ainda de 45 trechos de rodovias estaduais, que já foram concluídas ou estão em andamento.

Já as ações para fortalecimento da segurança pública, Dino abordou o incremento de 1.500 policiais, entre militares, civis e bombeiros. Outra medida, foi a nomeação de 125 policiais civis e delegados, investigadores escrivães, peritos e legistas. Ao todo, foram mais de 2.300 promoções dentro do sistema de Segurança Pública do Estado até novembro do ano passado.

Busca