Publicidade

Edmar tentou mas não conseguiu passar a perna em Pavão no TCE-MA

Jorge Vieira

A eleição no TCE-MA, na manhã de quarta-feira, foi precedida por uma movimentação estranha do presidente Edmar Cutrim (foto) nos bastidores do Tribunal de Contas para emplacar um nome sua preferência e continuar mandando.

Cutrim pretendia deixar no cargo um preposto, mas desta vez a tentativa de puxada de tapete do presidente eleito, Jorge Pavão, não encontrou respaldo.

Nos bastidores do TCE-MA são fortes os comentários de que o maior perdedor da eleição foi o atual presidente que encerra o mandato dia 31 próximo. Edmar mesmo vendo a chapa formada com o atual vice-presidente, Jorge Pavão, eleito presidente, tentou convencer um conselheiro a entrar na disputa, mas não obteve sucesso.

Não satisfeito com a recusa, Edmar tentou convencer um outro conselheiro a compor como vice de Pavão e afastar o desafeto José de Ribamar Caldas Góis e mais uma vez não obteve êxito na empreitada. Por último se ofereceu para ser vice, mas não foi aceito

Sem aliados para melar a eleição, Cutrim acabou ficando isolado, Pavão manteve intacta a chapa e assume o mandato a partir do dia 1º de janeiro, juntamente com os conselheiros José de Ribamar Caldas Furtado (vice), Raimundo Nonato Lago (corregedor) e Washington Oliveira (ouvidor).

 

 

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Busca
Rádio Timbira Ao Vivo
Facebook