Publicidade

Edilázio Júnior confessa que tem relacionamento estreito com marido da juíza de Coroatá

 

O deputado estadual Edilázio Júnior é um dos maiores defensores da juíza Anelise Reginato, de Coroatá, que está tendo descoberta suas ligações políticas e a influência disso com a absurda decisão de tornar inelegível o governador Flávio Dino. O parlamentar chegou a utilizar a tribuna da Assembleia e as suas redes sociais para defender a magistrada.

Mas o amparo dado por Edilázio para a controversa e estranha decisão da juíza tem razão de ser. Eles possuem um relacionamento estreito, segundo o próprio deputado já confessou também em tribuna da Assembleia Legislativa.

No dia 16 de junho de 2015, Edilázio fez um pronunciamento lamentando a morte do cronista esportivo Herbert Fontenele. O jornalista da Mirante era sogro de Anelise. “Dona Diva e ao Márcio Fontenele, que é meu amigo, pessoa com a qual nós temos um relacionamento estreito, e por diversas vezes, por conta dessa amizade, tive a oportunidade de dividir a Mesa com Herbert Fontenele que sempre passava ensinamentos desde quando chegou ao Maranhão”, confessou o deputado.

Portanto, Edilázio tinha um relacionamento estreito com o marido da juíza Anelise Reginato. Genro de Nelma Sarney, que já nomeou a magistrada de Coroatá na comarca de Viana temporariamente, a defesa do deputado além de atender interesses políticos, pode atender também a um pedido de amizade.

Como pode atender também a um pedido de amizade a estapafúrdia sentença contra o governador Flávio Dino. As relações de Anelise Reginato com membros do clã Sarney só aumentam, a cada dia, a desconfiança de que a decisão da juíza no caso de Coroatá foi, além de uma averbação jurídica, uma decisão meramente política.

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Rádio Timbira Ao Vivo
Busca
Facebook

Rádio Timbira Ao Vivo