Publicidade

Diretora da Câmara de São Luís acumula função de repórter na SSP

Itamargareth Correia, Diretora e Repórter

Confesso que fiquei surpreso ao receber por e-mail um release com informações da Secretaria de Segurança Pública, onde o texto é 'assinado' pela repórter Itamargareth Corrêa Lima. Oxente, essa moça não é diretora de Comunicação da Câmara de Vereadores? – perguntei comigo mesmo. E não é que é ela.

Como é que pode alguém que ocupa uma diretoria no Legislativo Municipal acumular o cargo de repórter na SSP? Um cargo de direção requer muita dedicação e tempo, tempo integral para dar conta do recado, presume-se. Ser diretora na Câmara e repórter da Segurança é como tocar o sino e acompanhar a procissão. Ou chupar manga e assoviar ao mesmo tempo.

Ou não vai fazer os dois ou vai fazer mal feito. Sem falar que há também conflito de interesses. Membros da Câmara de São Luís são suspeitos de participarem de esquema de agiotagem investigado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. Nesse caso, Itamargareth acende uma vela para Deus e outra para o diabo? Está servindo a dois senhores? Perguntar não ofende.

O governo do estado deveria abrir bem os olhos com essa situação. Afinal, a moça seria bem amiga de gente de dentro de uma certa emissora de Rádio e TV que vive detonando o secretário Jefferson Portela, e com informações precisas de coisas de dentro da Secretaria de Segurança, inclusive das investigações. Sabem antes de todo mundo o que acontece, antes até das fontes oficiais da Secretaria de Comunicação e do próprio governador. Como é que isso acontece? Será que tem raposa no galinheiro?

 

 

 

 

Busca