Delegado dá detalhes sobre prisão de Astro de Ogum e assessores

O superintendente da SEIC, delegado Armando Pacheco, revelou detalhes sobre a prisão do vereador Astro de Ogum e 2 assessores em operação realizada na manhã desta quinta-feira (12).

Segundo a Polícia, Astro e seus assessores Raimundo Costa, conhecido por filho, e Raissa Martins – transexual, que estavam em sua casa, são acusados de crime de estupro mediante fraude.

O trio usou um perfil falso na rede social Instagram para atrair um jovem, que, após compartilhar fotos íntimas, foi chantageado e obrigado a manter relações sexuais com os acusados para evitar o vazamentos das imagens ironias. As acusações foram comprovadas com base em informações colhidas pelo Departamento de Crimes Tecnológicos da SEIC. 

As investigações tiveram início há pelo menos 1 ano após a denúncia de uma vítima que havia acabado de completar 18 anos.

O delegado revelou ainda que Raimundo Costa, o “Filho”, era o mentor do esquema, responsável por movimentar o perfil e cooptar vítimas. Escutas telefônicas comprovaram que “Filho” teria levado a vitima para manter relações com Astro.

A Polícia fez a apreensão de vários celulares e mídias eletrônicas que podem desencadear uma nova investigação trazendo à tona, quem sabe, crimes mais graves, como  o abuso contra menores.

Na casa do parlamentar, a polícia encontrou uma arma de fogo, os eu resultou na prisão de Astro. Ele foi liberado após pagamento de fiança e deverá prestar depoimento  sobre as acusações de estupro no dia de amanhã, pois já havia a intimação.

 

Ao chegar no SEIC Astro de Ogum disse que não se considerava preso e tentou negar as acusações. Veja o vídeo:

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Busca
Rádio Timbira Ao Vivo
Facebook