Publicidade

Contrato suspeito de R$ 60 milhões com a Sema desperta curiosidade de deputado

Empresa suspeita teria ligações com os deputados Adriano e seu pai, Sarney Filho

Jorge Vieira – O plenário da Assembleia Legislativa promete esquentar nos próximos dias por conta da descoberta de um contrato no valor de R$ 60 milhões firmado entre a Secretaria de Meio Ambiente e a empresa Tramite, no período compreendido entre 2011 e 2014.

Por conta da suspeita de que a empesa felizarda teria ligações com os deputados Adriano Sarney (PV) e seu pai, Sarney Filho (PV), o deputado Fernando Furtado (PCdoB), através de requerimento aprovado pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, está solicitando à secretaria de Meio Ambiente uma série de informações sobre o contrato.

O parlamentar comunista solicita ao secretário Marcelo Coelho cópia do processo licitatório, do contrato e seus aditivos, relação dos serviços prestados, detalhando as despesas efetuadas; contrato com pessoas física e jurídica; locais onde os mesmos foram realizados, cópia das notas fiscais e o processo.

Fernando Furtado, no entanto, não revelou o motivo da curiosidade, mas comentam nos bastidores da Assembleia Legislativa que a licitação milionária teria sido dirigida para a empresa que teria ligações com a família Sarney.

 

 

Busca