Publicidade

Contagem regressiva para o fim da oligarquia Sarney

Blog do Jorge Vieira

Começou a contagem regressiva para o Maranhão se livrar da oligarquia mais longeva e perversa que já se teve notícia na história política do Brasil. Faltam apenas três dias para os maranhenses darem seu grito de liberdade e sepultar definitivamente o grupo que levou o estado a ostentar os piores indicadores econômicos e sociais do país.

O grupo Sarney, que está saindo da vida pública pelas portas do fundo, vai deixar um legado de atraso, miséria, fome, dívidas, escândalos de corrupção, insegurança, educação sem qualidade, uma rede de hospitais fechados sem condições de funcionamento e um Sistema Penitenciário destroçado pela irresponsabilidade da ex-governadora Roseana Sarney.

Em todos os cantos do Maranhão cresce a expectativa pelo momento histórico em que será varrido da vida pública do estado o último coronel da política brasileira: o senador José Sarney, cujo mandato encerra dia 31 de dezembro, para a felicidade geral da Nação, pois trata-se, hoje, do político mais detestado do país.

Através de vídeo postado nas redes sociais de internet, o governador Flávio Dino (PCdoB) está convidando a população a participar da grande festa popular, que acontecerá na próxima quinta-feira (1º de janeiro), em frente ao Palácio dos Leões. Nesta data, o Maranhão estará fechando uma página triste da sua história, iniciada em 1964 quando José Sarney e sua família se instalaram no Palácio dos Leões.

“Esse momento tão importante na vida política do Maranhão só é possível em razão da sua luta na sua comunidade, no seu bairro, no seu povoado, na sua cidade. Por isso mesmo, você e sua família são nossos convidados especiais para essa festa de celebração da vida, da esperança e da alegria,” diz a postagem.

 

 

Busca