Publicidade

VÍDEO: Comandante Geral da PMMA diz que policiais do interior não têm colchões e nem alojamento

Coronel Zanoni Porto diz que vai “botar na rua” policiais líderes de movimento de greve

O blog teve acesso a um áudio que teria sido gravado numa reunião entre comandantes da Polícia Militar, onde o comandante geral, coronel Zanoni Porto, fala sobre o movimento de greve dos policiais militares, que estão inconformados com o atual tratamento do governo do estado.

Mesmo reconhecendo a situação crítica da Polícia Militar, com “policiais sofridos, sem colchão, sem alojamento, sem nada”, Zanoni se diz legalista e que vai usar a força da lei para “botar na rua” policiais que estão à frente do movimento paredista.

Reclama ainda da falta de viaturas, o que considera o principal instrumento de trabalho do policial, e diz que luta para melhorar a questão pessoal, pois o governo trata os policiais como máquinas de trabalho. Uma demonstração do descaso de Roseana Sarney com os policiais do estado.

O comandante geral fala também sobre a “pronta intervenção” para os lideres do movimento de greve. O soldado Leite foi preso (reveja aqui) e o cabo Campos se apresentou depois que alguns colegas estiveram em seu encalço para cumprir ordem de recolhimento. Campos afiram que nada encontrou contra ele quando se apresentou.

Zanoni teve seu nome recentemente ventilado como possível substituto de Aluísio Mendes no comando da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão. Mas, como não é bobo nem nada, recusou. Ele sabe muito bem o tamanho da bomba que é.

Veja com legendas o que disse Zanoni no áudio que vazou:

 

 

 

 

 

 

 

Busca