Publicidade

Moradores do Fumacê reclamam de ruas abandonadas

Moradores da rua Nova e da rua do Entroncamento no Fumacê reclamam de vários problemas que afetam a comunidade.  O bairro fica localizado na área Itaqui-bacanga, bem próximo ao Porto do Itaqui e Vale.

Os problemas começam logo na entrada, no acesso pela BR 135. O cartão de “boas vindas” é um lixão, que atrai insetos e doenças. Mas, o problema não é apenas a ausência do poder público. No momento em que fazíamos a reportagem, um carroceiro despejava lixo no local.

No trecho que compreende as ruas do Entroncamento e rua Nova, as cenas flagradas por nossa equipe são lamentáveis.

Um córrego corre a céu aberto levando o esgoto em direção ao mar, e invadindo as casas durante as chuvas. Algumas residências, mesmo com a calçada alta, não conseguem evitar a invasão, o que prejudica a saúde dos moradores, principalmente das crianças.

Marcas nas paredes mostram o volume de água durante as chuvas

Não há pavimentação asfáltica ou qualquer benefício de infraestrutura. Os moradores é que se reuniram para construir duas pontes e concretar trechos de rua.

Sem uma coleta regular, o lixo acumula por todos cantos.

As entregas não chegam as casas. É preciso parar os veículos de carga nos trechos transitáveis, e levar nos braços os móveis ou qualquer outro material transportado.

Moradores ainda nos relataram que durante as enchentes é comum a presença de um material que aparenta ser resto de minério, possivelmente oriundo da mineradora Vale.

Nossa equipe entrou em contato com a Vale que respondeu não ter recebido nenhuma reclamação da comunidade nos últimos dias. A última vez que teve um problema, segundo a empresa, foi dia 28 de março, quando tiveram chuvas torrenciais e houve um transbordo, mas nada contaminante, e, ainda assim a Vale deu todo apoio, acompanhou. Agora, a Companhia vai verificar junto à comunidade para ver se está ocorrendo alguma coisa, frisando, que não receberam reclamações.

Sobre a falta de coleta reclamada pelos moradores, o Comitê Gestor de Limpeza Urbana da Prefeitura informou que não costa em seu Sistema de Monitoramento do Serviço de Limpeza Urbana de São Luís falhas na coleta domiciliar no bairro Fumacê.

No entanto, fiscais irão até o bairro verificar a situação e caso trate-se de ruas que ainda não estejam na rota de coleta o problema será prontamente solucionado para que a população não sofra transtornos.

O órgão destaca ainda que fará a identificação dos pontos de descarte irregular para incluir na programação de remoção manual e mecanizada.

 Assista à reportagem em vídeo:

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Busca
Rádio Timbira Ao Vivo
Facebook