Publicidade

Candidatos maranhenses impugnados terão de devolver R$ 530 mil de fundo

 

Candidatos que tiveram suas candidaturas impugnadas pela Justiça Eleitoral no Maranhão, terão que devolver um total de R$ 530.322 oriundos do fundo eleitoral e de doações oficiais, de acordo com as regras da própria Justiça. Segundo um levantamento realizado pelo blog do Clodoaldo Corrêa, dos 76 candidatos a deputado estadual ou federal com candidaturas indeferidas, 18 receberam recursos. Alguns deles ainda tentam reverter a inelegibilidade em instâncias superiores o que pode derrubar a obrigação de devolução.

Dentre os que terão, até o momento, de devolver o dinheiro aos cofres públicos está o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, que foi impedido de se candidatar por suposto envolvimento em desvio de verba pública quando secretário. Murad gastou só no período eleitoral,  R$ 34.989,80, sendo a maioria do recurso com combustível (R$ 14.196,00) e com seus bonecos gigantes (R$ 9 mil). Do total de R$ 41 mil de recurso arrecadado para a campanha de Murad, R$ 35 mil foram recursos públicos do fundo de campanha do PRP.

Já a candidata indeferida que recebeu mais recursos públicos foi Rosângela Curado, que recebeu R$ 150 mil do Patriotas e um pequeno valor de doações de pessoas físicas. Rosângela gastou exatos R$ 150 mil na campanha. O maior gasto foi com prestadores de serviço da campanha.

Em nível nacional, políticos como o ex-presidente Lula também terá que devolver parte das verbas de campanha. No total, R$ 38, 7 milhões deverão ser devolvidos ao fundo somando todos os candidatos impugnados.

Radialista e Jornalista, Professor de Comunicação e Oratória, Locutor Publicitário e Apresentador de TV
Rádio Timbira Ao Vivo
Busca

Rádio Timbira Ao Vivo

Facebook