Segundo informações do titular da 7ª Delegacia Regional de Santa Inês, delegado Elson Ramos, um menor de 15 anos confessou que fez o corte no pescoço de Andreza, o que teria causado a morte. Apreendido, ele informou que a vítima andava falando mal da sua namorada, que foi a  menor que atraiu Andreza como isca para o matagal.

O crime abalou a cidade de São João do Caru pelo grau de perversidade. Além de estudante, Andreza era funcionária pública municipal. A Câmara de Vereadores emitiu nota de pesar e solidariedade aos familiares da adolescente.