Publicidade

Cai número de explosões a caixas eletrônicos no Maranhão nos quatro primeiros meses deste ano

Foto/Divulgação

Foto/Divulgação

Segundo balanço divulgado pelo Departamento de Combate a Roubos a Instituições Financeiras (DCRIF), ligado à Superintendência de Investigações Criminais (Seic), o número de explosões a caixas eletrônicos registrados entre os meses de janeiro a abril deste ano no Maranhão caiu 17% em relação ao mesmo período do ano passado.

Este ano, segundo o DCRIF, foram praticados 15 assaltos a bancos e 14 explosões a caixas eletrônicos. No mesmo período de 2014 a quantidade de assaltos a banco se manteve com o mesmo índice, porém as explosões a caixas eletrônicos corresponderam a 17 ocorrências.

Para o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, o empenho do governador Flávio Dino no combate a esse tipo de crime foi essencial para que esse houvesse uma redução nos números registrados.

“O governador Flávio Dino tem a sensibilidade de perceber que essa prática nefasta de assaltos a bancos e explosões a caixas propicia crimes como o tráfico de drogas e armas, além da corrupção, que são financiados com os recursos oriundos desses roubos. Portanto, temos recebido o apoio integral do Governo do Estado na parte logística e na consecução do planejamento. O governador tem acompanhado esse trabalho de perto exigindo melhoras e resultados positivos”, afirmou.

O delegado-geral Augusto Barros explicou que o governo tem investido na capacitação da polícia para evitar esses crimes e lembrou que a Polícia Militar está realizando um curso de preparação para atuação na área rural, visando combater esse tipo de crime. Ele informou que o reconhecimento ao preparo dos policiais já foi feito por estados vizinhos como o Pará, que chegou a conceder medalha de honra ao mérito a policiais maranhense que trabalharam na prisão de assaltantes que agiam nos dois estados.

 

Busca