Publicidade

Cabo Campos promove audiência sobre chamada dos sub judice do concurso da PM

2f5dadf3-92b1-4580-a2f8-4d630340983b

Durante toda a manhã desta segunda-feira (30), o deputado estadual Cabo Campos (DEM) promoveu uma audiência pública na Assembleia Legislativa para debater a atual situação dos sub judice do último concurso da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

O parlamentar parabenizou a luta dos candidatos, lembrando o longo e difícil caminho percorrido por eles e afirmou que as medidas tomadas na audiência pública serão encaminhadas às autoridades governamentais. “Vamos continuar a lutar até o fim para que esses aprovados possam definitivamente usufruírem de seus direitos. Todos os encaminhamentos feitos nessa reunião vamos serão enviados ao governador Flávio Dino, ao secretário de segurança e ao comandante geral da polícia militar”, disse Campos.

Outras pautas foram discutidas durante o evento, como o ingresso de candidatos ao CFO (Curso de Formação de Oficias) com curso especifico de direito, mudança na idade para entrada na corporação que hoje é de 28 anos passando para 35; ingresso com nível superior; e convocação para o TAF (Teste de Aptidão Física).

Cabo Campos falou ainda do seu projeto de lei que altera a altura e idade para candidatos que queiram ingressar na corporação. De acordo com a proposta, o candidato deve possuir até a data de inscrição a idade máxima de 35 anos. O texto atual da referida lei, em seu artigo nono, limita em 28 anos a idade máxima para o ingresso nos quadros da PM e do Bombeiro Militar. “Essas pessoas devem estar com um bom estado de saúde e atuar com a mesma qualidade que os que estão com menos idade, sendo o exame físico e médico o meio de se avaliar se o candidato tem condições de saúde para o ingresso nas fileiras do CBBMA e da Polícia Militar”, explicou.

Segundo Campos, o aumento da qualidade de vida, que resulta na maior duração da vida do brasileiro, desafia o legislador a rever as idades máximas para ingresso em vários cargos da esfera pública. “Lembrando ainda que o sistema previdenciário tem buscado ampliar a idade para acessar o direito à aposentadoria por tempo de contribuição, o que reforça a justificativa”, observou o parlamentar.

Sub Judice

Diversos grupos foram formados para realizar novas convocações, outros não aguardaram e ingressaram na justiça para reaverem direitos. Formou-se o grupo dos Sub Judice com aqueles que ajuizaram ações e através de liminar conseguiram do poder judiciário realizar o TAF(Teste de Aptidão Física) e os exames médicos exigidos. Pelo menos 300 sub judice aguardam a convocação para o início do Curso de Formação de Soldado (CFSD).

 

Busca