Publicidade

Assessor pede exoneração após suspeita de envolvimento com Pacovan

image64-350x263

Blog do Clodoaldo Correa – Wellington Leite entregou, há pouco, carta solicitando afastamento do cargo de Superintendente de Articulação Política ao secretário estadual de Assuntos Políticos, Márcio Jerry. Ele ainda aguarda a resposta de Márcio Jerry. Wellington teve um cheque de R$ 5 mil encontrado no cofre do agiota Josival Cavalcanti, o Pacovan.

O superintendente falou sobre o caso pela primeira vez com exclusividade ao blog. Ele admitiu que fez um pedido de empréstimo de R$ 5 mil a Pacovan por uma necessidade financeira extrema. Ele afirmou que não existe nenhuma ilegalidade no pedido de empréstimo, mas admite que não fez a melhor escolha no momento de necessidade.

Wellington então, resolveu pedir a entrega do cargo para deixar claro na Justiça que somente isto que ocorreu e ele não tem nenhuma ligação próxima com Pacovan e muito menos seria “cobrador” do agiota como asseverou a deputada Andrea Murad. “Como pode alguém com um cheque de R$ 5 mil poder ser cobrador de grande esquema de agiotagem? Eu vou me colocar agora inteiramente à disposição da Justiça, da Polícia para deixar claro que tenho uma vida limpa. Por isso, pedi ao secretário Márcio Jerry para me afastar e mostrar para a sociedade vargengrandense, para a minha família, para meus amigos, que não tenho nenhum envolvimento com nenhum ato ilícito”, pontuou.

Ele também repudiou as afirmações que garantiu serem mentirosas da deputada Andrea Murad. Segundo Wellington, as acusações de ser “cobrador do agiota” têm o único objetivo de atingir o secretário Márcio Jerry e o governo Flávio.

Busca