Publicidade

Assembleia Legislativa: Notas rápidas desta terça-feira

 

Faz falta?

Cadê o líder?

Rogério cafeteira (PSC) não apareceu na sessão desta terça (17) na Assembleia Legislativa. Tudo bem que ele não é lá esse maestro todo na posição de líder do governo, mas é o que “tem (ou não) pra hoje”, né? Sobrou para outros deputados a defesa do governo diante dos ataques dos oposicionistas.

Te vira, Othelino

Quem teve que se desdobrar para dar conta do recado foi o comunista Othelino Neto. Ocupando o cargo de presidente interino, o deputado saiu da cadeira de presidente, ocupou a tribuna, depois desceu para o plenário e aparteou um colega, voltou para a presidência da sessão, ufa! Fez papel de 3 de uma vez.

A falta que Bira faz

Ocupando Secretaria no governo do estado, o deputado Bira do Pindaré (PSB) bem que poderia estar na Assembleia pra reforçar o quadro em defesa do governo. Nessas horas, faz falta, hein? Ainda bem que a oposição não tá lá essas coisas, mas…

A oposição tá “gostando”

Por enquanto, o jogo tá fácil para os governistas. Mas, já há sinais de que os oposicionistas estão pegando o gosto. Adriano Sarney (PV), sempre equilibrado, tem feito o que se chama de “oposição responsável”. Se vacilar, o “garoto” pode dar trabalho. Por outro lado, a filha de Ricardo Murad, sempre destrambelhada, começa a ter participações melhores, com intervenções, digamos, mais inteligentes. Se bem que…

Ela é a deputada WhatsApp?

Andrea Murad (PMDB) já foi acusada de receber orientações via WhatsApp para suas participações no parlamento estadual. Tem gente que jura que já viu. Só que hoje deu pra ver. Não pelo aplicativo de mensagens instantâneas. Pior, por telefone mesmo. A turma da imprensa flagrou o momento em que a deputada recebia orientações do seu professor por celular. Imediatamente, ela repetiu tudo que ele gritava no comitê de imprensa. Quase que eu caio de costa.

Saúde de Ricardo Murad detonada

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoC) detonou pra cima do ex-secretário de Saúde de Roseana Sarney. Disse que Murad montou na Saúde uma estrutura gigantesca exclusivamente para funcionar no período eleitoral. Ôchi, indireta de Cutrim? Será que tem a ver com a eleição da filha e do genro de Murad?

Independência ou morte!

A fala do deputado Max Barros (PMDB) deutom de independência do político em relação ao grupo do qual faz parte. O pemedebista disse que vai exercer o mandato de acordo com sua consciência. Todo mundo sabe bem o que quer dizer o recado. Não adianta querer tutelar, nem querer que ele faça “oposição irresponsável”. Será isso mesmo?

 

 

Busca