Publicidade

Após fugas, Estado define ações integradas para combater ataques de organizações criminosas.

Na tentativa de integrar ações de combate à criminalidade no estado, o governo do Estado realizou uma reunião de emergência entre as Secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP) e de Administração Penitenciária. Na reunião os responsáveis pelas pastas, Jefferson Portela (SSP) e Murilo Andrade (Administração Penitenciária) avaliaram a ação que resultou na fuga de quatro detentos do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Com a análise da falha operacional na contenção da ação criminosa, foram definidas ações articuladas entre as duas secretarias para combater os atos contra o sistema de segurança do Estado. Dentre as ações elencadas como prioridade pelo governador Flávio Dino, o secretário Jefferson Portela destacou a integração das ações internas e externas a serem empregadas entre as duas secretarias.

“O estado está de prontidão para corrigir as eventuais falhas. Estamos fazendo as devidas correções no sistema e uma delas passa pelo aspecto de segurança interna dos presídios. Nas ações externas também estaremos desenvolvendo ações que envolvam as Polícias Civil, Militar e Grupo Tático Aéreo (GTA)”, explicou Jefferson Portela.

O secretario da Sejap, Murilo Andrade, evidenciou que, no combate direto à criminalidade, a integração das forças do sistema de segurança permitirá maior celeridade dos trabalhos. “Estamos reavaliando todos os procedimentos, o que permitirá uma ação conjunta dos serviços de inteligência da Sejap e da SSP na recaptura dos presos”, frisou.

Busca