Publicidade

Apadrinhado de Sarney é denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no Amazonas

 

O lobista Sílvio de Barbosa Assis foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Amazonas por lavagem de dinheiro e corrupção. Segundo a denúncia, o lobista atuava em um grupo que desviava recursos públicos do Sistema de Saúde do Estado do Amazonas.

Sílvio Assis é velho conhecido do oligarca maranhense José Sarney. Sílvio começou como dono de jornal no Amapá, sendo apadrinhado de Sarney, então senador pelo Amapá.

Fugiu para a capital federal depois de acusações de envolvimento com o crime organizado no estado – foi indiciado e preso após investigações da CPI do Narcotráfico e novamente detido em maio desse ano, alvo da Operação Registro Espúrio.

Em Brasília, passou a se apresentar como “operador do mercado financeiro” e criou um jornal digital chamado Fato Online. No Amazonas, Silvio Assis é apontado como o homem responsável pela ocultação de propinas na ordem de R$ 1,8 milhão, pagas a empresários locais e ao ex-secretário de Fazenda do Amazonas, Afonso Lobo. O MPF quer a condenação do amigo de Sarney e demais envolvidos pelos crimes de corrupção ativa ou passiva, lavagem de dinheiro ou ocultação de bens.

Busca