Publicidade

A quem serve Wellington do Curso?

Wellington em conversa com as esposas dos detentos na época da campanha, em 2016.

Wellington do Curso usou e abusou da popularidade de Flávio Dino nas eleições de 2014 para chegar à Assembleia Legislativa. Logo após sentar na cadeira do Poder Legislativo, o empresário se transformou em um deputado dito independente, mesmo nunca citando o nome da família Sarney e atacando fortemente o atual governador todos os dias.

Desde 2016, Wellington do Curso abriu uma verdadeira cruzada contra a moralização e fortalecimento da Segurança Pública do Estado, escolhendo como principal alvo a Polícia Militar do Maranhão.

Candidato à Prefeitura de São Luís nas últimas eleições, Wellington foi envolvido em um episódio, no mínimo, curioso durante o pleito. Ele participou de clara politização de suposto movimento reivindicatório de esposas de presos de Pedrinhas pertencentes a facções criminosas. Uma foto da conversa do deputado com as mulheres entregava sua participação na ação.

A postura combativa de Wellington contra a PM levanta uma série de questões em relação a sua atuação parlamentar. Primeiro ele tentou anular o concurso da Polícia que colocará nas ruas do Maranhão mais de mil novos profissionais. E agora ele tenta descredibilizar o sério trabalho da BPRV para a segurança e no salvamento de vidas no trânsito.

Wellington se diz independente. Não está com Flávio Dino. Nega aos quatro cantos que não atende aos interesses da família Sarney e vem atuando prioritariamente para desonrar o trabalho da Polícia. A quem ou a o que serve o deputado Wellington do Curso?

Só ele tem essa resposta.

Busca