Publicidade

A favor da pirataria

Com apenas 21 anos e com um pé no Parlamento Europeu, Amelia Andersdotter (foto) vai além do contraste de idade com os políticos (mais velhos) que costumam se eleger para a casa.

Voz ativa em defesa do download livre na internet, na contramão da atual política de direitos autorais, ela acha que a bilionária indústria de entretenimento deve se virar para achar uma forma de continuar a lucrar.

Amelia Andersdotter é integrante do Partido Pirata e quase se elege para o congresso da Suécia. Ela não conseguiu, mas o seu Partido, que defende o download livre, tem uma vaga garantida no Parlamento Europeu – um congresso para legislar sobre assuntos comuns da Europa – após receber 7,1% dos votos suecos.
E pode levar mais uma vaga se uma lei que amplia o número de parlamentares for ratificada. Quando isso acontecer, Amélia, que foi a segunda candidata mais votada do Partido Pirata, ocupará uma cadeira no Parlamento.

Até agora, 26 dos 27 países do bloco já a aprovaram a ratificação da lei. Só falta a Irlanda, que deve votar o tema em outubro. A Pirata diz estar confiante de que, em seis meses, estará no Parlamento”.

Para conhecer Amélia, faça uma busca no Google ou no YouTube. A moça não é a toa não.
Busca