Notas – Resumo de Notícias

Governo Federal e Forças Armadas iniciam campanha contra o Aedes aegypti

Parte dos esforços para o combate ao Aedes aegypti, o goveno Federal e as Forças Armadas vão iniciar uma campanha nacional contra o mosquito transmissor da dengue, zica e chikungunya. Durante a operação que será iniciada no próximo sábado (13), 220 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica vão às ruas para distribuir material com orientações sobre como manter a casa livre do mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus. A meta é visitar 3 milhões de residências.

 
Teste para vacinas contra zica pode começar em um ano
O ministro da Saúde, Marcelo Castro afirmou na manhã desta quinta-feira (11) que os testes para uma nova vacina contra o vírus zika poderão começar em um ano. O anuncio foi dado após a declaração do ministro da parceria do governo brasileiro com o Instituto Evandro Chagas e a Universidade do Texas para o desenvolvimento da droga. O período de um ano seria apenas a fase laboratorial. No total, na previsão do ministro, a vacina poderá estar disponível para uso em 3 anos.

 

Sarney recebe alta
Sarney deixou a redação de O Imparcial quando se elegeu deputado

Após fraturar o ombro ao sofrer uma queda e ser internado, o ex-presidente José Sarney recebeu alta do hospital Sírio Libanês na última quata-feira (10), onde esteve internado desde o dia 14 de janeiro. Sarney estava se recuperando de uma operação realizada no mesmo hospital em virtude do estado de saúde. No mesmo dia da alta, o ex-presidente viajou para Brasília, onde se recupera em casa com o auxílio de uma tipoia.

 

 

PL de inserção de tipo sanguíneo nos documentos de identificação

PL de inserção de tipo sanguíneo nos documentos de identificação

Um Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Sérgio Frota (PSDB) determina a inserção do tipo sanguíneo e do fator RH nos documentos de identificação no estado do Maranhão. A proposta de Lei do parlamentar tem em vista a segurança do cidadão maranhense que tiver esses dados em seu RG.  Caso seja aprovado, a exigência valerá para outros documentos de identificação pessoal como Carteira Nacional de Habilitação e Carteira de Identidade Funcional, todos expedidos no Maranhão, a partir da validade da proposta.

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Justiça rejeita novos pedidos de habeas corpus para Ribamar Alves

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA) rejeitou mais pedidos de habeas corpus e uma cautelar inominada que pediam a soltura do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, suspeito de estuprar uma jovem no mês passado. As medidas foram impetradas durante o plantão de Carnaval.

No entendimento do desembargador Raimundo Melo, os pedidos não possuíam a urgência necessária para que fossem analisados no plantão, uma vez que já tinham sido apreciados anteriormente, tanto pelo plantonista anterior – desembargador José de Ribamar Castro -, quanto pelo relator do processo, desembargador Vicente de Paula Gomes.

As alegações levantadas pela defesa – como o excesso de prazo na prisão do gestor municipal – não convenceram o desembargador Raimundo Melo.

Outro pedido de habeas corpus impetrado em favor do gestor municipal, no último sábado (6), também não foi concedido pelo desembargador José de Ribamar Castro.

Respondendo pelo plantão de sexta-feira (5) a domingo (7), o magistrado recebeu, ainda, outros sete habeas corpus. Nenhum deles foi concedido e a determinação foi pelo indeferimento, não conhecimento e distribuição.

No plantão do desembargador Raimundo Melo, na última segunda-feira (8), foram recebidos mais três recursos interpostos pela defesa do prefeito de Santa Inês, além de uma petição intermediária e um habeas corpus, que foi indeferido pelo plantonista.

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Aedes aegypti pode transmitir doença em animais domésticos

Uma doença silenciosa e pouco conhecida pode ser uma ameaça aos animais domésticos que viajam especialmente para regiões litorâneas, interior e em áreas com matas e lagos. É a dirofilariose, popularmente conhecida como “verme do coração”.

“A doença é transmitida em cães, com baixa incidência em gatos, por meio da picada de um mosquito infectado. Quando o mosquito pica um animal doente, passa o parasita para corrente sanguínea, que se aloja no cão por um tempo até seguir ao coração, onde crescem, levando alterações importantes no órgão, nas veias e artérias, causando até a morte”, explica Rodrigo Monteiro, professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade Anhanguera de São Paulo.

Os mosquitos podem ser da mesma família da dengue e vivem em todo o litoral do Brasil, mas também são encontrados em regiões do interior Esse é apenas um dos insetos transmissores. “Cidades do litoral de São Paulo como Bertioga, Peruíbe e São Sebastião, Guaruja, além de todo o estado do Rio de Janeiro e Nordeste são consideras áreas endêmicas, onde mais ocorre a transmissão”, conta o médico veterinário.

Sintomas
A doença é considerada silenciosa, pois dificilmente o animal demonstrará sinais clínicos após a picada. “Há estudos que afirmam que até 85% dos cães contaminados não apresentam sintomas até o estágio avançado da doença, ou seja, pode conviver com o verme durante anos sem apresentar qualquer sinal”, alerta Rodrigo.

Quando o verme atinge a idade adulta ele provoca nos cães dificuldade de respirar, cansaço, tosse e perda de peso, sintomas de insuficiência cardíaca, podendo levar a morte. “Assim que os sintomas forem observados é preciso buscar ajuda de um Médico Veterinário, que pedirá exames laboratoriais e de imagem para identificar o verme”, ressalta.

Tratamento
Como a doença geralmente já é diagnosticada em estágio avançado, o tratamento devido traz risco, uma vez que a morte dos vermes pode resultar em embolia pulmonar e morte.

Prevenção
Aos animais que vivem ou frequentam praias, represas, rios e lagos precisam ter cuidado redobrado. “A prevenção pode ser feita com uso de medicamentos de uso contínuo, tomados uma vez por mês”, explica.

 

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1

Porte de CNH pode deixar de ser obrigatório

doc-670

Estadão – O porte da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo pode deixar de ser obrigatório, segundo o Projeto de Lei 8022/14, aprovado pela Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados.

De acordo com as autoras do projeto, a ex-deputada Sandra Rosado e a deputada Keiko Ota (PSB-SP), as autoridades de trânsito têm sistemas online, que permitem a verificação instantânea da situação do condutor e do veículo, mesmo que o motorista não esteja portando a CNH ou o documento do carro.

Ainda segundo o projeto de lei, em caso de impossibilidade de consulta ao banco de dados, a multa e a pontuação na carteira devem ser canceladas se o condutor apresentar em 30 dias a CNH e/ou o comprovante de pagamento do licenciamento.

Para ser aprovado na Comissão de Viação e Transportes, uma emenda foi adicionada ao projeto, tornando obrigatório o porte de outro documento legal de identificação do condutor. O texto ainda vai ser analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Share and Enjoy

Comentários

Comentários1